quarta-feira, 16 de maio de 2012

Chamam-lhe Bojinov


B.C.
A subida do Moreirense foi particularmente "especial" para Ricardo Ribeiro, guarda-redes de 22 anos, natural de Moreira de Cónegos, e que nunca conheceu outro clube. Utilizado inicialmente apenas na Taça de Portugal e na Taça da Liga, assumiu a titularidade nos últimos 11 jogos do campeonato, devido à lesão de Ricardo Andrade. "O meu sonho sempre foi jogar nos seniores do Moreirense e, por isso, foi um grande orgulho ter subido", frisa o jovem guardião, que, noutros anos, "acompanhava os jogos todos do clube como adepto". De resto, no dia da anterior à subida, em 2002, "estava na claque" e guardou dois jornais em que aparecia em fotografias. O episódio mais marcante da temporada aconteceu em Alvalde, para a Taça da Liga, quando defendeu um penálti que ainda dá muito que falar. "Foi um momento único. Na rua, chamam-me Bojinov e dizem-me que a máfia andava à minha procura. Nunca tinha visto nada igual", recorda, às gargalhadas.

in "http://www.ojogo.pt/28-137/artigo985458.asp"