quarta-feira, 4 de julho de 2012

Sejam muito bem-vindos, ó Moreirenses…


Sete anos depois de ter descido de divisão, o Moreirense está de volta ao escalão maior do futebol português. E este é um regresso que se saúda. Com a subida do Moreirense, espera-se que o Vitória ganhe um parceiro para a sua luta pela moralização do futebol português.
Registo, com muita satisfação, que é também essa a vontade da Direcção vitoriana, como facilmente se poderá depreender deste primeiro sinal.
2012 há-de ficar na história como o ano da mudança, em Guimarães.
Será o início de de uma nova vida para a cidade, catapultada pela Capital Europeia da Cultura (e espera-se que sustentada pela Cidade Europeia do Desporto 2013), será o início de uma nova vida para o Vitória, agora liderado por pessoas que pôem o clube à frente dos seus interesses pessoais, e será também o início de uma nova vida para o Moreirense, que se espera possa consolidar a sua permanência na divisão maior do futebol português.
Com este regresso, os vimaranenses têm mais uma razão para acreditar que estamos finalmente a escrever a primeira página de uma História que ainda mais gloriosa.
Todos os vimaranenses, sejam eles vitorianos, moreirenses, ou simplesmente vimaranenses…


O brasileiro Wagner é um entre muitos dos obreiros deste grande feito.
Wagner é um extremo de grande qualidade, que o Moreirense foi contratar no início da época ao Aliados de Lordelo.
Iniciou a sua carreira de futebolista no Brasil, ao serviço do Rio Claro, donde veio para Lordelo, na época de 2008/2009.
Aí se manteve durante 3 épocas, transferindo-se depois para Moreira de Cónegos...

José Rialto