domingo, 30 de setembro de 2012

«Cometemos erros de palmatória», lamenta Jorge Casquilha


Jorge Casquilha dissecou a derrota em Barcelos, que lhe deixou um sentimento de injustiça face ao futebol produzido, mas que o acumular de erros acabou por hipotecar.
«A minha equipa não merecia perder. Mas a realidade do jogo é outra. O Gil Vicente marcou mais um golo e venceu. Há que dar mérito ao adversário», diz o treinador do Moreirense FC.
«Analisando friamente o jogo, cometemos erros primários, de palmatória que não se podem cometer em alta competição. Foram muito erros individuais... e nos tempos que correm, uma equipa que marca três golos fora e perde o jogo é porque não merece mais.»
Apesar de tudo, nada a apontar em termos de atitude:
«A nível de postura, fomos fantásticos. Estou satisfeito com os meus jogadores, que foram de uma entrega, de uma disponibilidade e de uma qualidade de jogo, especialmente na primeira parte, em que até fomos superiores ao Gil Vicente. Mas depois de conseguirmos o mais difícil, que era marcar golos, cometemos erros de marcação... os primeiros dois golos são ridículos. O golo do empate antes do intervalo nunca pode acontecer um minuto depois de termos conseguido o 3-2. São pormenores... Faltou alguma maturidade e ratice para irmos para o intervalo em vantagem. São muitos erros que somando dão a derrota.»
Depois de duas derrotas para a Liga e uma na Taça da Liga, o Moreirense FC prepara-se agora para o Marítimo.
«Vamos trabalhar para que no próximo jogo, com o Marítimo, possamos voltar às vitórias. Até porque nas derrotas com o Vitória e com o Gil Vicente a equipa mostrou capacidade para conseguir outro resultado.»

in "http://www.moreirensefc.pt/noticias.php?verNoticia=b13be27ff9567e19dfdcb22c2696f30c"