sexta-feira, 23 de novembro de 2012

O uruguaio marcou dois golos ao Sporting, na ‘Taça’, e quer repetir a proeza


Pablo Olivera afiou as garras e está desejoso de as voltar a mostrar na receção ao leão. O atacante uruguaio, que recentemente contribuiu com dois golos para atirar o Sporting borda fora da Taça de Portugal – logo na terceira eliminatória, os leões caíram aos pés do Moreirense, no terreno deste, por 3-2, após prolongamento –, alimenta o desejo de repetir a proeza, consciente, porém, que os interesses da equipa estão acima dos individuais, por força da imperiosa necessidade de conquistar pontos para enfrentar com alguma confiança a reta final de duelos que distam do final da primeira volta.
Pablo Olivera esteve bem perto de reeditar a façanha no embate da ‘Taça’ da semana passada, diante do Benfica, só não alcançando o sucesso conseguido diante dos leões porque o guarda-redes Paulo Lopes se estirou e evitou o êxito do remate em curva do avançado, tem vindo a afirmar os dotes de goleador. É o segundo melhor marcador da equipa, com quatro golos, logo atrás do argelino Ghilas, que já leva cinco, mas é o único que marcou em todas as competições (Liga, 1; Taça da Liga, 1 e Taça de Portugal, 2), registo que nenhum companheiro poderá igualar, face à eliminação dos cónegos da festa do futebol português.
Sendo que, em termos de média, o sul-americano acaba até por suplantar o franco-argelino, uma vez que tem menos tempo de jogo, pois foi utilizado apenas em dez jogos, contra 13 de Ghilas.
Cedido por empréstimo pelo River Plate, do Uruguai, até ao final da época, Pablo tem por objetivo convencer os responsáveis dos cónegos a exercer o direito de opção, que termina a 30 de abril. Através do seu futebol, que lhe tem permitido encontrar o seu espaço na estrutura de Casquilha, perspetivando-se que o domador de leões regresse à equipa neste regresso à Liga, depois da ausência no Estoril.

in jornal ojogo