segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Moreirense vs Académica - Análise


Assim não dá! O cansaço não explica tudo, quantas vezes estivemos em vantagem e acabamos por perder ou empatar? Será só cansaço? Ainda só passamos o primeiro terço da época e já estarão assim tão desgastados? Obviamente que não. Se na primeira parte esteve em campo o Moreirense personalizado que todos conhecemos, na segunda-parte pura e simplesmente não existiu, à imagem do que tinha acontecido contra Marítimo, Rio Ave, Estoril e etc. É preciso os responsáveis se sentarem e conversarem sobre este momento, o que está a levar a isto, quem está a mais no clube, quem não faz o que devia fazer ou quem não faz o suficiente. Alguém tem que dar um murro na mesa, parece que os “braços direitos” na direcção são mais braços esquerdos. Onde anda o “director desportivo”, quais as suas tarefas, o que ele tem contribuído para a tal “ligação entre o plantel e a direcção”? Não existe organização, fica a ideia que cada um faz aquilo que quer sem serem alertados para isso. Os adeptos têm sido do mais paciente possível, mas a calma começa a esgotar-se, a desculpa de sermos estreantes e inexperientes já não cola. Ninguém sabe quem são as pessoas que escolheram os reforços, os que ainda cá estão e os que vieram e já foram, e foram porquê? Quem controla os jogadores que nas vésperas dos jogos são vistos de noite a passear? Somos amadores ou profissionais? O profissionalismo que sempre imperou no Moreirense pura e simplesmente deixou de existir, porque ninguém se importa com o que os atletas fazem fora do Moreirense? Depois é claro que chegam cansados ao dia do jogo. Não estamos a pedir estágios em todos os jogos, mas algum controle no plantel. Quando a equipa marca, tanto nos jogos em casa como fora, nunca vêm festejar para a beira dos adeptos, encostam-se sempre a um canto e ignoram por completo os adeptos, quando é a reposição da bola em jogo, nem correspondem aos aplausos dos adeptos. Vemos os jogadores das grandes equipas dedicarem os títulos e as vitórias aos adeptos e no Moreirense nada, mas eles são estrelas onde? Vemos jogadores que fazem um jogo bom e dizem logo a imprensa quero dar o salto, quero jogar aqui e ali, mas com essa mentalidade quem é que os quer?


Para piorar ainda mais a situação, uma serie de opções técnico tácticas que ninguém percebe. Ontem saiu o Pintassilgo porquê? Se o jogo já estava a ficar fora do controle, a partir daí desmoronou-se por completo, porque ficaram Renatinho e Pablo no banco? Onde anda a matreirice que todas as equipas têm de ter? A faltar menos de um minuto para o jogo acabar sofrer um golo a partir de um pontapé de baliza do adversário, como é possível? Onde estava a cabeça deles? Onde pára a atitude guerreira da equipa que após salvar um golo ou ataque davam tipo um grito de guerra? Isso é o nosso Moreirense, o clube pelo qual todos nos orgulhamos de ser adeptos, mas este é tudo o inverso. Importante é entrevistas a jornais e golos bonitos quando têm todo o tempo do mundo para pensar. Eu não compactuo com vaidosismos e falta de atitude, e esta equipa tem tudo disso infelizmente. Esperemos que o novo ano abra os olhos às pessoas certas.

Peço desculpa pelo desabafo, e pela não analise ao jogo, mas o mais importante neste momento é a situação do clube.