domingo, 30 de dezembro de 2012

TL: Moreirense-Benfica, 1-1 (destaques)


A figura: Ricardo Andrade
O guarda-redes brasileiro é a aposta de Jorge Casquilha para as Taças. Grande exibição frente ao Sporting, para a Taça de Portugal, despedida sem culpas perante o Benfica, na mesma competição. Em dia de reencontro, nova oportunidade para brilhar contra os grandes. Ricardo Andrade agradeceu. Travou duelo interessante com Lima, saindo por cima. Envolvido no lance da grande penalidade, evitou o golo de Lima com uma intervenção de qualidade superior. Bela exibição.

O momento: Anilton sem cabeça
Minuto 90, Benfica em desvantagem no marcador e sem soluções aparentes. Do nada, com a bola ainda longe, Anilton decide abraçar Cardozo e atirar o paraguaio ao tapete. Castigo máximo. Cardozo não perdoou. Benfica evitou desaire ao cair do pano.

Outros destaques:

Ghilas
Uma tremenda dor de cabeça para Jardel e Garay. Não é demais escrevê-lo: estamos perante um dos melhores avançados da Liga, merecedor de outros palcos. Um verdadeiro tanque, um poço de energia, conseguindo encontrar espaços nas costas dos centrais e segurar a bola em situações de pressão. Marcou uma vez mais e manteve a defensiva encarnada em sentido durante todo o jogo.

Diego Gaúcho
Grande exibição do central brasileiro. Ficou na retira um corte no momento decisivo, já depois de André Almeida ter sentado o seu companheiro de setor. Várias intervenções vistosas. Não merecia o erro tremendo do seu companheiro de setor, Anilton, que agarrou Cardozo sem nexo, na área, já em tempo de descontos.

Cardozo
Fundamental nas reviravoltas recentes do Benfica, Oscar Cardozo surgiu em Moreira de Cónegos como capitão de equipa. O paraguaio agradeceu a braçadeira mas parecia caminhar para uma exibição sem momentos de exuberância. Deixou Lima converter e desperdiçar o primeiro castigo máximo. Contudo, conquistou nova oportunidade e foi mais inteligente que o brasileiro, enganando Ricardo Andrade. Bastou para ser decisivo.

Garay
Autoritário e interventivo, saiu com nota positiva, não obstantes algumas culpas partilhadas no golo de Ghilas. A referência do setor defensivo.


por MaisFutebol