domingo, 27 de janeiro de 2013

Moreirense-P. Ferreira, 0-5 (destaques)


A figura Hurtado
Endiabrado no corredor direito e com a veia goleadora ativa, o peruano aproveitou bem os excelentes passes de Josué e facturou. Marcou o primeiro golo numa altura em que o Moreirense atacava mais e o Paços ainda nem tinha criado perigo. Marcou o terceiro golo numa fase em que os homens da casa davam o tudo por tudo para reduzir a desvantagem. Providencial neste jogo e uma das peças-chave do ataque extremamente eficaz de Paulo Fonseca

O momento 57 minutos
O golo que matou as esperanças do Moreirense. A perder por dois golos, o Moreirense dava o tudo por tudo, num ataque desenfreado, mas as fragilidades na defesa custaram caro e o Paços de Ferreira, por Hurtado, marcou o terceiro, decidindo nesse momento o jogo.

Outros destaques:

Vítor: Muito (e bom) trabalho num meio-campo sólido. Bisou com um golo de livre, com a ajuda involuntária de um defesa moreirense, e outro já ao cair do pano, a coroar mais uma tarde de êxito.

Josué: Preciso como um relógio suíço. Fez a assistência para o primeiro e para o terceiro golos e outros passes milimétricos. Pouco rematador esta tarde, esteve excelente a servir os companheiros.

Tony: «Não passa ninguém» deve ser o lema do defesa pacense. Fechou os espaços no corredor esquerdo e ainda lançou diversas jogadas de contra-ataque.

Luiz Carlos: Não hesitou quando viu Ricardo Andrade fora da área e fez um chapéu perfeito, com a bola a parar só dentro da baliza. Excelente trabalho a meio-campo também.

Wagner: Dos seus pés saíram as jogadas mais perigosas do Moreirense. Com uma defesa muito sólida, arranjou espaços no corredor direito para chegar junto à área. Faltou depois Ghilas conseguir concretizar.

in "http://www.maisfutebol.iol.pt/p-ferreira/moreirense-pacos-de-ferreira-i-liga-hurtado/1413991-1460.html"