segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Terceira receção ao Benfica não garante desafogo financeiro

Vítor Magalhães  (foto ASF)
Primeiro, para a Taça de Portugal, depois para a Taça da Liga, agora para o campeonato. O Moreirense volta a receber o Benfica mas, mesmo com a casa bem composta, o presidente Vítor Magalhães não arrisca falar em «desafogo financeiro».
«A nossa casa é pequena mas tem chegado para receber as pessoas que querem ver o jogo. A situação do país é complicada, não há dinheiro e as pessoas começaram a cortar no menos importante. No último jogo tivemos casa cheia, mas hoje, infelizmente, não vamos ter porque o tempo também não ajuda. Esperemos ter uma boa moldura humana mas nunca serão verbas que permitam falar em desafogo financeiro. No entanto, tudo o que vier, é bem-vindo», disse o dirigente em declarações à Antena 1.

Vítor Magalhães lembra a derrota (0-2) na Taça de Portugal, o empate (1-1) na Taça da Liga e espera agora o resultado que falta: «É óbvio que vai tender para o Benfica. Mas, mesmo limitado, este nosso grupo vai fazer tudo para que seja um bom jogo e para que o resultado nos sorria, porque precisamos de pontuar e dar uma alegria aos nossos adeptos.»
O jogo desta segunda-feira em Moreira de Cónegos coloca frente a frente o primeiro e o último classificado do campeonato, Benfica e Moreirense, respetivamente, e está agendado para as 20 horas.