terça-feira, 19 de março de 2013

«É uma honra ser chamado à seleção da Argélia» - Ghilas

Nabil Ghilas prepara-se para viajar representar pela primeira vez a seleção argelina, tendo sido incluído no lote de convocados para o jogo com o Benim, agendado para o próximo dia 26.
O jovem avançado do Moreirense falou ao site Lebuteur.com sobre o momento que vive: «É uma honra para mim ser chamado à seleção da Argélia e também um motivo de grande orgulho para os meus pais. São as minhas raízes e aquece o meu coração poder jogar pelo país.»

Ghilas ficou a saber da convocatória através de um e-mail enviado para o Moreirense e nem queria acreditar. Apesar de nunca ter falado com o selecionador Vahid Halillhodzic, o jovem avançado contará com o apoio do irmão (Kamel, que jogou no V. Guimarães), além de também já conhecer Soudani (V. Guimarães), Halliche (Nacional), Bougherra (Rangers) e Kadir (Valenciennes).
O avançado, contudo, segue para a seleção com jejum de cinco jogos em marcar, mas recusa a ideia de estar em queda exibicional: «Deve-se sobretudo à forma de jogar da equipa, que tem jogado para ganhar pontos, devido à nossa situação. Há menos oportunidades, mas não há qualquer problema comigo.»

A finalizar a extensa entrevista, Ghilas foi instado a responder a perguntas curtas. Ficam exemplos: «Clube favorito na Argélia? JSK. Na Europa? Manchester United. Jogador favorito na seleção argelina? Feghouli. Ídolo como jogador? Tenho dois: Wayne Rooney e Zlatan Ibrahimovic. Barça ou Real? Real. PSG ou Marselha? Marselha. Inter ou Milan? Milan. Kamel ou Nabil? Amo o meu irmão. Belloumi ou Madjer? Madjer. Messi ou Ronaldo? Ronaldo [diz, no entanto, que o avançado argentino é melhor jogador, mas que ele prefere o internacional português].»

A reportagem revela ainda que o sonho do jogador continua a ser jogar na Premier League e que o Everton acompanha todos os jogos de Ghilas.