quinta-feira, 4 de abril de 2013

Inácio: «É uma ofensa muito grande para mim»

Augusto Inácio
«O Sporting fez um excelente jogo em Braga, neste momento está em três pontos do quinto lugar e de certeza que essa vitória os moralizou bastante. Da nossa parte, reconhecemos as nossas fraquezas. Esperamos um estádio cheio, há uma onda diferente e ainda bem que há essa onda, porque o Sporting precisa», fez questão de dizer.

O técnico promete um Moreirense corajoso em Alvalade. «O Moreirense não vai fazer figura de corpo presente, vamos tentar surpreender o Sporting. O Sporting é claramente favorito. Nos jogos que já fizemos, só perdemos um e só sofremos cinco golos. Queríamos ter vencido alguns jogos que empatámos, mas temos pontuado e se conseguirmos três pontos com o Sporting, melhor, mas se for um, já não é mau.»

Inácio vai cumprimentar Bruno de Carvalho e Jesualdo Ferreira: «Cumprimento toda a gente. Não sei é se é no exterior e no interior. De certeza que vou cumprimentar as pessoas. Só há rivalidade naquela hora e meia, antes e depois, a relação é a mesma.»

«Um amigo meu disse-me: a melhor profissão do mundo para ele é ser treinador de futebol, mas aquela hora e meia é que é lixada. A hora e meia do jogo. E de facto assim é», brincou.

O Moreirense precisa de continuar a pontuar para evitar a descida de escalão. «A equipa está ciente das dificuldades que vamos enfrentar. Fomos ao detalhe de algumas situações importantes para o jogo, que não posso revelar. Esperamos responder ao que treinámos e se assim for vamos dificultar muito a missão do Sporting. E não digo isto para dizer que vamos perder por pouco, será sim para discutir o resultado», prometeu.

«É uma ofensa muito grande»

«É uma ofensa muito grande para mim alguém colocar o meu profissionalismo em causa. Quero a 300 por cento vencer jogos na equipa onde estou. O jogo colide com os interesses do Sporting mas não colide com a minha mentalidade em relação ao jogo», foi dizendo Inácio, perante a insistência no tema.

O treinador do Moreirense admite festejar um eventual golo dos minhotos em Alvalade: «Fui treinador do Sporting num ano em que o Sporting foi campeão, vencemos o F.C. Porto e o meu festejo não foi exuberante. Se tiver de festejar um golo do Moreirense, festejo, mas como tenho experiência, controlo-me mais nessas situações.»

«Vamos jogar com Sporting, F.C. Porto, Benfica e Sp. Braga. Mas nunca se sabe como os jogos acabam. Quem diria que o Moreirense ia vencer a casa de Nacional e Rio Ave? Vamos lutar até ao fim pelos objetivos do clube», concluiu Inácio.