quinta-feira, 18 de abril de 2013

Sonho italiano continua vivo por Paulinho

Paulinho (foto ASF)


Quando se fala do Moreirense, o primeiro nome que salta à cabeça dos adeptos é Nabil Ghilas, referência goleadora da equipa e o jogador mais valorizado do plantel. Mas há mais promessas a despontar no conjunto de Augusto Inácio e que pela idade e talento já suscitaram a observação atenta de clubes estrangeiros.

É o caso de Paulinho, lateral-direito, produto da formação do FC Porto (onde esteve uma década, até completar o último ano de júnior no Leixões). Duas temporadas de ascensão segura no clube do Mar valeram-lhe o salto para a Liga. Com apenas 21 anos e preso contratualmente ao Moreirense até 2015, é considerado um investimento com retorno assegurado, pelas qualidades que exibe no plano defensivo e pela ousadia com que cruza a linha de meio-campo no apoio ao ataque. 

No Leixões, a escalada até ao topo foi feita sem pressas e sem tropeções. No primeiro ano de sénior ganhou rotinas na Liga Intercalar e adquiriu competências no contacto com os jogadores mais experientes do plantel. Na segunda época explodiu e disputou 33 partidas, 31 das quais como titular.