sábado, 27 de julho de 2013

Wagner acendeu rastilho da goleada


Entrada auspiciosa do Moreirense na Taça da Liga, com Wagner a marcar os dois primeiros golos e a oferecer o terceiro a Pires. Apesar de haver muito trabalho pela frente, o Moreirense mostrou argumentos para consubstanciar os objectivos frente a um adversário que criou alguns problemas e que podia ter chegado ao golo num par de ocasiões flagrantes. Nesse capítulo, mesmo falhando igualmente algumas oportunidades (Diogo Cunha e Edgar Costa não foram felizes a finalizar), o Moreirense foi mais eficaz e conseguiu um bom desempenho, cimentando a confiança necessária para enfrentar uma longa campanha.

MOREIRENSE FC, 4 - UD OLIVEIRENSE, 0

Parque Desportivo Comendador Joaquim de Almeida Freitas, em Moreira de Cónegos

Árbitro: Rui Silva, de Vila Real

MOREIRENSE FC - Carlos; Sandro, Anilton, R. Nascimento e Miguelito; Diogo Cunha (Márcio Madeira, 73), Filipe Melo e Tarcísio (Luís Aurélio, 73); Wagner, Pires e Edgar Costa André Carvalhas, 73)

Suplentes: Ferreira, Rui Miguel, Elízio e Stéphane Madeira

Treinador: Vítor Oliveira

UD OLIVEIRENSE - João Pinho; Carela, Banjai, Sérgio e Paulinho; Renan (Zé Sousa, 55), João Paulo (Laranjeira, 64) e Carlitos; Hélder Silva (Miguel Bruno, 83), Guima e Avto

Suplentes: Mammadu, Diogo e Nuno Sousa

Treinador: Henrique Nunes

Ao intervalo: 1-0

Golos: 1-0, por Wagner (36), 2-0, por Wagner (52), 3-0, por Pires (59) e André Carvalhas (89)