domingo, 19 de janeiro de 2014

Moreirense vs União da Madeira - Análise

O Moreirense está finalmente de regresso às vitórias nos jogos em casa. O triunfo surgiu graças a uma exibição muito bem conseguida da equipa, em que dominou o jogo por completo e manteve a calma quando assim o devia ter feito. O União da Madeira apresentou-se em Moreira muito fechado no seu reduto defensivo, não dando espaço ao Moreirense para pensar e jogar, a equipa ia sendo paciente, à procura dum erro do adversário que permitisse criar perigo ou marcar golo. Esse tal erro surgiu numa jogada de insistência em que Filipe Melo na raça ganha uma bola que parecia perdida ainda dentro da grande área, e onde é claramente pontapeado por um atleta adversário, penalty sem margens para duvidas que Pires, tranquilamente converteu em golo, fazendo assim o mais difícil, inaugurar o marcador. Logo após três minutos, o Moreirense ampliou a vantagem por Wagner, um dos melhore senão mesmo o melhor em campo, que aproveitou mais uma falha da defesa para, à segunda, fazer o segundo golo do jogo e dar assim mais tranquilidade à equipa para gerir o resultado. O jogo foi interessante até devido ao estado do relvado que se portou sempre muito bem, após vários dias de chuva, poucos se podem dar ao luxo de dizer que têm assim um relvado.

Na segunda-parte os homens da Madeira entraram com outra disposição, mais acutilantes no ataque, criando mais perigo e dando mais espaços na sua defensiva. Logo no começo o União tem uma oportunidade clamorosa para marcar que o seu avançado, liberto de marcação e com tudo para fazer o golo, atira ao lado para alívio de quem estava nas bancadas. A partir daí o Moreirense voltou a pegar no jogo, a controla-lo e criando oportunidades. Paulinho, através de uma fantástica jogada colectiva, remata por cima, entrando seria um golo de levantar o estádio. O tal golo de levantar o estádio surgiu pouco depois, com Rui Miguel através de uma jogada individual, faz a diagonal para o meio e com um remate seco muito potente atira ao angulo para um grande golo, a vitória já não fugia, era tempo de descansar. A equipa da casa podia por várias vezes ter ampliado mais o marcador mas por uma razão ou por outra falhou essa intenção, mas também não é nada de grave para já.


Já estamos em primeiro, a alargar vantagens para os concorrentes, agora continuar assim para atingir os objectivos da subida e do titulo de campeão. ACREDITAMOS EM VOCÊS.