segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Internacionais Vítor Gomes e Rodrigo Battaglia reforçam meio campo


Vítor Gomes, internacional português, de 26 anos, e o também internacional argentino Rodrigo Battaglia, médio de 23 anos, são as mais recentes contratações da Moreirense FC - Futebol, SAD. O português está oficializado para as duas próximas temporadas, enquanto o argentino chega por empréstimo do SC Braga, estando ambos já à disposição do treinador Miguel Leal. 

O médio formado no Rio Ave está, assim, de volta a Portugal, depois de duas épocas ao serviço dos húngaros do Videoton - vice campeão no ano de estreia e quarto classificado em 2013/14. 

Vítor Gomes vem preencher uma lacuna no meio-campo do Moreirense FC, onde, pela polivalência, tanto pode desempenhar funções defensivas como assumir um papel mais criativo de ligação com o ataque.

Vítor Gomes destacou-se em Vila do Conde, chegando naturalmente às selecções nacionais jovens, tendo marcado presença no Mundial Sub-20 do Canadá, em 2007. A oito épocas de Rio Ave, seguiu-se o futebol 'magiar' - pela mão dos técnicos Paulo Sousa e José Gomes. Mas esta não foi a sua primeira experiência internacional, já que na época 2007/08 esteve no Cagliari, de Itália. Neste regresso ao campeonato português, Vítor Gomes aceitou o desafio do Moreirense FC, que garante importante trunfo para a campanha que este domingo arrancou com uma vitória na deslocação à Madeira.

Por sua vez, Rodrigo Battaglia - internacional que reforçou o SC Braga em Janeiro de 2014 - pretendido por diversos clubes portugueses e estrangeiros, jogará a época 2014/15 no Moreirense FC por empréstimo do emblema bracarense.

Em Portugal, Rodrigo Battaglia disputou nove partidas oficiais, tendo feito a estreia no jogo que apurou os 'arsenalistas' para as meias-finais da Taça de Portugal.

Formado no Huracan, de onde seguiu para o Racing Club de Avellaneda, Rodrigo Battaglia, médio de 1,87 metros de estatura, esteve em destaque no Mundial Sub-20 (Colômbia' 2011), tendo despertado o interesse de grandes equipas internacionais, como AS Roma, Parma, Cagliari, River Plate, Newell's Old Boys e Benfica. Pela selecção da Argentina (que nesse mundial foi eliminada, nos penalties, pelo vice-campeão Portugal, nos quartos-de-final), Rodrigo Battaglia disputou doze encontros, repartidos entre o Colômbia'2011 e a Copa Sud Americana Sub-20, em que a Argentina foi terceira classificada e Battaglia considerado um dos cinco melhores do torneio que projectou Neymar.