domingo, 28 de setembro de 2014

Moreirense-Penafiel, 0-0 (destaques)



Figura: Guedes

Móvel e muito disponível, o avançado da turma penafidelense foi um quebra-cabeças para a defensiva do Moreirense. Iludiu por diversas ocasiões a marcação, veio atrás buscar jogo e caiu nas faixas laterais, tornando o ataque do Penafiel imprevisível. Visou por várias ocasiões a baliza de Marafona, mas não foi capaz de marcar. Rubricou o lance de maior perigo do encontro, quando Vítor Gomes lhe negou o golo em cima da linha de golo.

Momento: Vítor Gomes fez de guarda-redes (minuto 7’)

Carregava o Penafiel nos minutos iniciais do encontro, o perigo rondava a baliza de Marafona e o guarda-redes foi impotente para travar o cabeceamento de Guedes. Pontapé de canto para o Penafiel, depois de um primeiro cabeceamento ressacado pela defesa dos cónegos, Guedes cabeceou para fora do alcance do guarda-redes, mas estava lá Vítor Gomes para evitar o golo em cima da linha. Fez de guarda-redes o camisola 23 do Moreirense.

Positivo: jogo sem cartões

O encontro entre Moreirense e Penafiel teve um dado curioso. Pedro Proença não mostrou qualquer cartão nos noventa minutos em que a bola rolou no Parque de Jogos Comendador Joaquim de Almeida Freitas. Um espelho da tranquilidade que foi o jogo deste domingo em Moreira de Cónegos.

OUTROS DESTAQUES:

André Simões
Um verdadeiro pulmão no meio campo do Moreirense. Precioso auxílio para Filipe Melo nas tarefas defensivas e uma ajuda igualmente valiosa para Vítor Gomes armar o ataque axadrezado. Foi dos mais interventivos do ataque do Moreirense, aparecendo regularmente em zona de finalização.

Rafa Sousa
Importante ligação entre o setor mais recuado e os homens da frente do Penafiel. Jogou, como habitual, ao lado do experiente Hélder Ferreira no meio campo, e foi pilar importante na estratégia elaborada por Rui Quinta.

João Pedro
Elemento mais irrequieto do ataque da equipa de Moreira de Cónegos. Esteve particularmente perigoso na cobrança de bolas paradas, tornando os pontapés de canto e os livres que cobrou sinónimo de calafrios para o último reduto do Penafiel. Deu muito trabalho a Nélson Lenho no lado direito do ataque do Moreirense.

in "http://www.maisfutebol.iol.pt/moreirense-penafiel-liga/54283f820cf217f97e11026a.html"