sábado, 7 de fevereiro de 2015

Miguel Leal: «Agora ficamos sem cabeça, tronco e membros»


Miguel Leal, treinador do Moreirense, comentou, desta forma, em declarações à Sport TV, a derrota 0-2 frente ao FC Porto:

«Na história desde jogo tornou-nos mais frágeis. Estou mais preocupado com o resto do campeonato porque me parecem lesões graves, espero estar enganado. Se já estávamos com um pacemaker agora ficámos sem cabeça, tronco e membros».

«Demos uma resposta excelente e quero dar os parabéns aos jogadores porque superaram as minhas expectativas. Sabíamos que seria difícil conquistar qualquer ponto, mas com estas incidências as hipóteses diminuíram. Vamos esperar que as coisas melhorem a ver se depois da tempestade vem a bonança».

«Felizmente já temos 24 pontos, porque se não tivéssemos seria preocupante. Se tivesse todo o plantel disponível estava descansado, mas assim é mais complicado. Aviso, desde já, a massa associativa para o que aí vem. Começo a ficar preocupado».

«Entramos em campo com três jogadores que jogaram pela primeira vez no campeonato, sem ritmo. Às vezes podem não decidir como eu penso, mas eles estão dentro de campo e sabem o que é melhor».

«O FC Porto foi superior. Há que dar mérito ao adversário. Teve circulação forte, mereceu ganhar»

«Partimos fragilizados, tivemos que fazer adaptações e tivemos dois grandes azares nos primeiros minutos»

«Mas reagimos bem e a equipa deu resposta além do que eu próprio esperava»

«Temos que nos unir ainda mais, perante tantas adversidades»

«Fizemos o que podíamos e insisto: os meus jogadores até estiveram melhor do que esperava»
in "http://www.maisfutebol.iol.pt/liga-moreirense-miguel-leal-fc-porto-flash-interview-lesionados-pacemaker/54d691af0cf21035072d129b.html"