domingo, 22 de março de 2015

Moreirense-Marítimo, 1-1 (destaques)



Figura: Battaglia
Aproveitou da melhor forma as mexidas do mercado de inverno, agarrando um lugar no setor intermediário do Moreirense. Não só tem jogado, como tem dado nas vistas. Voltou a rubricar uma exibição com alguns rasgos de fulgor, sendo o elemento com maior capacidade de alternar o ritmo de jogo do meio campo. Emprestou criatividade a um jogo em que escassearam momentos de futebol atrativo.

Momento: golo de André Simões (35’)
Livre no lado direito do ataque do Moreirense, o capitão João Pedro tirou as medidas ao esférico e ao posicionamento dos colegas e colocou com conta peso e medida no coração da área. André Simões, que até nem é propriamente alto, teve convicção suficiente para ganhar no jogo aéreo e desviar o esférico de forma subtil para o fundo das redes. Trouxe um pouco mais de emoção a um jogo que estava claramente carenciado de emotividade.

OUTROS DESTAQUES:

Paulinho
A regularidade habitual. Um autêntico poço de força, a marcar o ritmo do lado direito dos Cónegos. Irrepreensível a defender e uma opção constante nos lances ofensivos do conjunto de Miguel Leal. Faz, juntamente com João Pedro, uma asa direita a ter em conta.

Danilo Pereira
Dos menos maus da equipa do Marítimo. O médio não se deixou contagiar pela apatia dos companheiros e fez um jogo regular. Forte fisicamente, ganhou vários duelos na zona nevrálgica do terreno, evitando uma exposição ainda maior na sua defesa.

André Simões
Jogo de raça e de muita luta no meio campo. Abrilhantou a exibição com o golo que valeu o abrir do marcador.

Edgar Costa
Uma das apostas de Ivo Vieira ainda no decorrer do primeiro tempo, fez por justificar essa aposta ao apontar o golo do empate. Apareceu no lugar certo à hora certa para confirmar o desvio de Marega.

in "http://www.maisfutebol.iol.pt/liga/battaglia/moreirense-maritimo-1-1-destaques"