segunda-feira, 11 de maio de 2015

Moreirense vs Setúbal -Análise

O Moreirense voltou às vitórias em casa e no campeonato, com um claro e expressivo 3-1. O Moreirense foi claramente superior e venceu com naturalidade perante um adversário muito frágil e limitado. O jogo foi sempre jogado numa toada algo lenta muito por culpa daquilo que o Setubál não fez. Os homens da casa jogavam com tranquilidade e sem pressão do adversário. O Setúbal era quem tinha de correr atrás do resultado mas nunca incomodaram verdadeiramente a baliza à guarda de Marafona. Os cónegos , embora num ritmo lento, iam jogando bem com Arsénio e Battaglia em bom plano, o primeiro bisou mesmo na partida. O primeiro golo chegou por volta da meia hora por intermédio de Arsénio através de um remate de fora da área. Os visitantes mesmo a perder nunca procuraram o golo e nunca ameaçou a vitória até então do Moreirense.

Na segunda parte continuou tudo como estava, o Moreirense a procurar o segundo golo e o Setúbal sem nada fazer para desfazer esse resultado. Numa bela jogada de envolvimento ofensivo do Moreirense, João Pedro atirou a curta distância com estrondo na barra. O Moreirense dava um sinal de que não estava satisfeito com a vantagem mínima e que ia à procura de mais.Só depois da entrada de D'Avila pelo Setúbalé que se viu mais dos visitantes. Ele mesmo foi o primeiro a rematar à baliza em todo o jogo por parte dos Sadinos. Mas mesmo assim os verdes e brancos axadrezados estavam melhores e mais esclarecidos, e Alex por duas ocasiões podia ter aumentado a vantagem, mas como já nos habituou foi perdulário. Até que aos 84 minutos de jogo surge a melhor jogada do encontro colminada com golo. Particiram na jogada Patrick, Alex, João Pedro, Elizio e Arsénio com este último a remtar de primeira após noa assistência de Elizio. Um belo golo numa fabricado numa bela jogada de futebol ofensivo. Pouco tempo depois, o árbitro não hesitou (contra nós hesitam poucas vezes, o mesmo árbitro pouco trmpo antes não viu o penalty cometido sobre Battaglia), e assinalou grande penalidade por bola na mão do Edivaldo Bolívia. Só assim o Setubal podia marcar e marcou. No minuto a seguir surgiu outro grande golo que veio colocar justiça no resultado. Alex, ainda de fora da área, rematou com precisão para o fundondas redes, e marcou o seu primeiro golo com a camisola do Moreirense, este golo havia de ter aparecido muito mais cedo, porque era um jogador que via-se que tinha algo para dar, mas a falta de confiança foi o prejudicando a cada jogo que passava. Até ao final o Setúbal ainda podia ter voltado a reduzir mas Marafona corrigiu o seu erro inicial e acabou por evitar o golo.