quarta-feira, 8 de julho de 2015

MIGUEL LEAL COM PENSAMENTO NA MANUTENÇÃO


O Moreirense realizou esta quarta-feira o primeiro treino da pré-época com 14 reforços e o discurso focado em "garantir a manutenção o mais rápido possível".
O técnico Miguel Leal reconheceu, em declarações aos jornalistas, que o plantel está a sofrer profundas alterações, uma vez que se apresentaram 24 jogadores, nove deles da equipa anterior, um jovem promovido dos juniores e 14 reforços.
"Confesso que não contava [com tantas mudanças]. Vou ter de começar tudo de novo. É um novo projeto. Espero gente com algum traquejo de 1.ª Liga (...). No ano passado, se calhar, se não tivessem ido tantos jogadores [referindo-se ao mercado de janeiro], se calhar, tínhamos ido à Liga Europa", analisou Miguel Leal.
Apesar deste desabafo, o técnico garantiu que o objetivo atual passa por "consolidar o clube na 1.ª Liga", garantindo a "manutenção o quanto antes".
"Primeiro vamos concentrar-nos no que temos de fazer: um bom campeonato e estabilizar o Moreirense na 1.ª Liga. Depois o momento é que decide e tudo tem de ser ponderado por quem decide", referiu Miguel Leal, quando questionado sobre se gostava de levar o emblema minhoto às competições europeias.
Miguel Leal quer estabilizar o plantel com 25 jogadores, tendo revelado que ainda procura um novo guarda-redes, um médio, dois alas e um avançado.
O facto de o clube vimaranense ter garantido cedo, na última época, a permanência no principal escalão do futebol português faz o treinador acreditar que "este ano as dificuldades serão acrescidas", porque o Moreirense "deixou de ser surpresa". 
Uma opinião partilhada pelo médio Vítor Gomes, que no mercado de janeiro último chegou a rumar à Turquia para representar o Balikesispor, uma experiência mal sucedida que culminou com o seu regresso a Guimarães.
"Queremos fazer uma boa época e garantir a manutenção o mais rápido possível (...). Acredito que as equipas adversárias vão olhar para nós de forma diferente. Não existirão jogos fáceis", disse o médio.
Também André Micael, defesa central ex-Zawisza Bydgoszcz, do campeonato polaco, aponta como objetivo principal a manutenção, destacando a estrutura "forte" do Moreirense, clube no qual fez a sua formação e onde vai encontrar uma dupla de centrais experiente, Marcelo Oliveira e Danielson, que transita da última temporada.
"A competitividade é saudável. É uma forma de tornar as equipas fortes. A minha responsabilidade no Moreirense será procurar ajudar e encontrar o meu lugar", apontou o jogador.
Esta manhã, além dos 24 jogadores até agora oficializados, treinaram com o plantel o defesa André Marques que deverá em breve renovar por mais um ano, bem como dois juniores: o guarda-redes João Ferreira e o médio Freitas.

Depois do arranque na segunda-feira com exames médicos e da apresentação à comunicação social desta quarta-feira, o Moreirense continua a preparação com sete jogos treino, entre os quais o encontro que servirá de apresentação aos sócios marcado para 8 de agosto, pelas 18 horas, frente ao Paços de Ferreira, enquanto o estágio de pré-época será em Ofir de 20 a 25 do presente mês.