sábado, 23 de janeiro de 2016

Miguel Leal: «A equipa esteve receosa, sem alma»


Declarações de Miguel Leal, treinador do Moreirense, na sala de imprensa do Parque de Jogos Comendador Joaquim de Almeida Freitas, depois da derrota (1-3) diante do Estoril:
 
«O jogo ficou logo decidido face à nossa entrada. Os golos aconteceram porque não fomos iguais a nós próprios, a equipa esteve muito receosa, sem alma e não fez o que estava projetado para o jogo. Acrescentando à má entrada, ainda conseguimos fazer um golo que nos deu algum alento; na segunda parte, mesmo sem cabeça, fomos tentando. Criámos algumas oportunidades, é verdade, mas o jogo nunca nos sorriu. É a primeira vez que temos um jogador expulso, depois o Rafael lesionou-se. Mesmo assim, na minha opinião parece-me que há um penálti claríssimo no lance do Sagna. Se calhar, se esse penálti tivesse sido marcado não tínhamos perdido».
 
«No futebol parece-me que há pouco justiça. No cômputo geral a vitória está bem entregue, este golo é que me deixou mais triste, escusava de ter acontecdo».
 
«Substituições à meia hora? Há momentos em que o treinador tem de fazer alguma coisa. Olhando para o que tinha no banco pareceu-me a decisão mais ajustada. A equipa está com algum cansaço, mas temos de saber passar esta fase em continuar em frente. Estamos tranquilos dentro dos nossos objetivos. Esperamos que a lesão do Rafael Martins não seja nada de especial»
 
«Iuri Medeiros saiu direto para o balneário? As decisões são de quem as toma, estou é preocupado com a equipa. O jogador é que tem de tomar as suas decisões, nós cá estamos para analisar. Vamos ver, não vamos fazer disso um bicho de sete cabeças, pode ter saído chateado com ele próprio. Primeiro está sempre a equipa, os jogadores têm de saber compreender».

in "http://www.maisfutebol.iol.pt/liga/moreirense/miguel-leal-a-equipa-esteve-receosa-sem-alma"