domingo, 28 de fevereiro de 2016

Moreirense-Tondela, 1-2 (destaques)


FIGURA: Wagner

Regresso a Moreira de Cónegos do brasileiro que já representou os Cónegos, cotando-se como um dos melhores da equipa do Tondela. Deixou Romário Baldé no banco, um das principais referências da equipa, e justificou a aposta de Petit. Ganhou a grande penalidade que deu o empate e atirou com estrondo à trave ainda na primeira parte. No segundo tempo pôs Stefanovic e teve um contributo decisivo na conquista dos três pontos por parte do Tondela.

MOMENTO: autogolo de Rafael Martins (59’)

Livre marcado pelo capitão do Tondela no lado direito, Nuno Santos atirou para a área e na ânsia de cortar o lance Rafael Martins toca no esférico à frente do aglomerar de jogadores que estavam na área. O desvio do avançado brasileiro fez a bola trair Stefanovic, que não conseguiu suster o esférico.

NEGATIVO: Rafael Martins

Tarde infeliz do avançado do Moreirense, que apesar de ter feito o 17º golo da época acaba por ficar ligado à derrota do Moreirense. Falhou uma grande penalidade e apontou um golo na própria baliza.

OUTROS DESTAQUES

Cláudio Ramos

Regressou à titularidade depois de ter sido relegado para o banco nas últimas seis jornadas. Aproveitou o jogo menos feliz de Zubikarai na última jornada para agarrar novamente a baliza do Tondela com uma grande penalidade defendida. Pouco podia fazer no golo de Rafael Martins.

Palhinha

Numa tarde em que os criativos estiveram pouco inspirados, foi o médio a assumir papel de destaque nos duelos do meio campo. Mesmo não estando bem na organização de jogo, muito por culpa da falta de opções, destacou-se com o seu músculo à frente da defesa.

Nathan Junior

Irrequieto, o melhor marcador do Tondela foi um quebra-cabeças para o setor mais recuado do Moreirense. Nathan Junior provocou vários desequilíbrios e apontou o nono golo da temporada na marca dos onze metros, reestabelecendo a igualdade no primeiro tempo.