domingo, 13 de março de 2016

Moreirense-Académica, 2-2 (destaques)


Figura: Leandro Silva
Centro de operações da Académica. Marca tudo que é lance de bola parada, inclusive lançamentos em zona adiantada no terreno e é o pêndulo do meio campo. Jogo de muita luta a orquestrar o jogo dos estudantes. Para além do bom jogo que fez, sempre muito ativo, o médio de 21 anos foi à área do Moreirense fazer a diferença com o golo oportuno de cabeça. Encheu o meio campo da Briosa.

Momento: golo de Rafael Martins (84 minutos)
O avançado não falhou da marca dos 11 metros e evitou a derrota para a turma do Moreirense. Remate seco e forte do avançado que no último jogo em casa tinha falhado um castigo máximo. Desta vez não foi displicente e atirou com tudo.

OUTROS DESTAQUES

Evaldo
Muito ativo no lado esquerdo do Moreirense, o lateral atacou sempre muito. Face à falta de inspiração dos colegas dos detores mais adiantados foi dos que mais lances de ataque produziu.

Nii Plange
A Académica não teve grande caudal de jogo, nem tão pouco proporcionou aos seus extremos um número alargado de oportunidades para mostrar serviço. No pouco que dispôs, Nii Plange deu quase sempre o melhor seguimento. Abriu o marcador e teve um cruzamento perigoso já no segundo tempo.

Aderlan
Prestação positiva do lateral direito da Académica, muito regular a defender e igualmente importante a atacar. Pautou o seu jogo pela regularidade, sem erros.

Iuri Medeiros
Já teve exibições melhores, mas ainda assim está nos dois golos do Moreirense. Cruzou para o golo de Boateng e cavou a grande penalidade que permitiu a Rafael Martins chegar novamente ao empate. Jogo pragmático.

Boateng
Precisou de poucos segundo em campo para marcar. Deu confiança à equipa do Moreirense numa fase crucial do encontro. Golo pleno de oportunidade e ao mesmo tempo com capacidade técnica.

in "http://www.maisfutebol.iol.pt/liga/13-03-2016/moreirense-academica-2-2-destaques"