domingo, 14 de agosto de 2016

Moreirense-Paços Ferreira, 1-1 (destaques)


FIGURA: Welthon

Reforço do Paços proveniente dos brasileiros do Remo, Welthon esteve demasiado desapoiado no ataque, mas mesmo assim mostrou atributos. Numa das raras oportunidades que dispôs atirou para o golo, desviando a bola de Makaridze com uma remate certeiro de pé esquerdo, abrindo dessa forma o ativo. Na segunda parte esteve na cara de Makaridze, encaminhou-se para a baliza, mas permitiu que o guardião fizesse a mancha. Já nos descontos teve uma arrancada perigosa pelo lado esquerdo, rematando a centímetros do poste. Está em todos os lances ofensivos do Paços.

MOMENTO: golo de Fati (71’)

À segunda o extremo do Moreirense carimbou a igualdade com que se chegou ao apito final. Cruzamento de Francisco Geraldes da esquerda, Fati aparece no coração da área a cabecear. A bola vai embater caprichosamente no poste, mas acaba por sobrar novamente para Fati, que de baliza aberta, face à estirada de Defendi, faz o golo sem dificuldades.

NEGATIVO: Nildo

Tentou alvejar várias vezes a baliza de Defendi, até desequilibrou, mas revelou muito desacerto na hora do remate. Nenhum dos disparos foi enquadrado com a baliza, nem sequer esteve perto disso. Tem o mérito de ser um dos mais ousados do Moreirense, mas no capítulo da finalização deixou muito a desejar.

OUTROS DESTAQUES

Andrézinho

Foi uma das referências do Paços na época passada, esta temporada promete voltar a assumir papel de destaque. Muito interventivo, foi dos pés do médio de 21 anos que começou a ser fabricado o primeiro golo do encontro, com uma arrancada a desequilibrar pelo corredor esquerdo.

Cauê

De regresso ao futebol português, o médio brasileiro de 27 anos apresenta-se como uma das principais referências do meio campo do Moreirense. Criterioso na distribuição de jogo, fez-se notar pela qualidade de passe evidenciada e também pela capacidade de luta no setor intermediário.

Mateus

Ganhou o lugar a Leandro Silva na luta por um lugar como médio mais recuado e justificou a aposta. Prático com o esférico e igualmente eficiente na ocupação de espaços, é o primeiro a armar o jogo do Paços e ao mesmo tempo um precioso auxílio para a defesa.

Fati

Lançado por Pepa na segunda metade, o extremo de 23 anos emprestou irreverência ao setor mais adiantado do Moreirense. Num lance em que até nem é o seu forço, apareceu a cabecear na área. A bola foi devolvida pelo poste e com a recarga conseguiu o empate para a turma de Moreira de Cónegos.

in "http://www.maisfutebol.iol.pt/liga/pacos-ferreira/moreirense-pacos-1-1-destaques"