domingo, 30 de outubro de 2016

Contas aprovadas por unanimidade na assembleia geral de ontem


O presidente do Moreirense, Vítor Magalhães, mostrou hoje convicção de que a penúltima posição do clube na I Liga portuguesa em futebol "não preocupa os sócios", que lhe transmitem tranquilidade.

"[Os sócios] estão, aliás como eu, confiantes. É isso que me transmitem: tranquilidade. Não é [uma posição] confortável mas o Moreirense também tem tido azares", disse Vítor Magalhães, que falava à agência Lusa após uma assembleia geral que juntou cerca de meia centena de sócios.

O presidente do clube vimaranense, que segue em 17.º e penúltimo lugar com os mesmos cinco pontos que o último classificado, o Arouca, procurou reforçar que "não há razões para preocupações".

"Não estou preocupado porque tenho confiança no grupo. Temos gente com muita qualidade", sintetizou.

A assembleia geral desta tarde tinha como ponto deliberar sobre o relatório de gestão e as contas do exercício económico da época 2015/2016.

Segundo Vítor Magalhães foi registado um saldo negativo no clube de 16.500 euros, enquanto a Sociedade Anónima Desportiva (SAD) teve um saldo negativo de 464 mil euros, um "desequilíbrio pontual", descreveu o dirigente.

Quer as contas do clube, quer as da SAD foram aprovadas por unanimidade.

Vítor Magalhães explicou que as contas refletem "investimentos feitos pelo clube", nomeadamente aquisição de passes de jovens jogadores, que no sentido inverso "não conseguiu nenhuma receita extraordinária".

in "http://desporto.sapo.pt/futebol/primeira_liga/artigo/2016/10/28/penultimo-lugar-na-i-liga-nao-preocupa-os-socios-do-moreirense"