terça-feira, 25 de abril de 2017

Moreirense-Desp. Chaves, 0-0 (crónica)


Faltou nervo, sobrou monotonia. Moreirense e Desp. Chaves empataram-se (0-0) no jogo de encerramento da trigésima jornada da Liga num jogo pobre que acabou sem golos. Sufocado no primeiro lugar acima da linha de água, o Moreirense fez mais por merecer o triunfo mas viu Ricardo negar-lhe o golo com intervenções de recurso na primeira metade.

Um lance polémico, em que o Moreirense chegou a festejar golo na segunda parte marca o encontro. Os Cónegos não deram o melhor seguimento ao triunfo na Choupana e têm agora dois pontos de vantagem para o Tondela.

Já o Desportivo de Chaves parece jogar em descompressão à espera do final da época. Tranquila a meio da tabela, no nono lugar, a equipa de Ricardo Soares foi pouco produtiva.

Os primeiros quarenta e cinco minutos foram pobres em Moreira de Cónegos. Nenhuma das equipas assumiu de forma vincada as rédeas do encontro, vivendo-se de iniciativas avulsas de parte a parte. Resultado: o jogo teve um ritmo baixo, muito pausado e sem sequência nas ações das equipas de Petit e Ricardo Soares.

Ainda assim pertenceu ao Moreirense o sinal mais, sobretudo pela capacidade que teve para chegar perto da baliza de Ricardo, mesmo sem futebol vistoso e uma interligação evidente entre setores.

O momento de maior expressão da equipa de Moreira de Cónegos deu-se a instantes do intervalo, com o guarda-redes flaviense a negar por duas vezes o golo á equipa da casa. Primeiro opôs-se a Dramé quando o atacante estava em boa posição, depois defendeu para canto uma bomba de Nildo na sequência de um livre.

Antes disso já tinha parado um remate de primeira, á queima-roupa de Dramé. Um livre de Bressan, com as medidas certas mas sem força suficiente para iludir Makaridze foi o máximo que a equipa de Ricardo Soares conseguiu.

Polémica a espicaçar

Depois do período de descanso manteve-se a toada. Mais Moreirense, mas com menos clarividência com o evoluir do cronómetro. Pouco depois da meia hora gritou-se golo em Moreira de Cónegos, mas os festejos foram interrompidos pelo árbitro assistente, assinalando fora de jogo a Diego Ivo.

Lance polémico, a equipa de arbitragem demorou a reverter a decisão inicial e o lance é de difícil análise. Os protestos da equipa da casa deram origem à revolta, com o Moreirense a partir espicaçado para a fase final do encontro.

Sentiu-se o peso da classificação, o sufoco do Moreirense na tabela falou mais alto e os pupilos de Petit, mas o coração não foi aliado da razão, com os Cónegos a não ter discernimento para chegar ao golo.

Terceiro jogo consecutivo sem vencer do Desp. Chaves depois de duas derrotas, mais curta a margem de manobra do Moreirense, que entrou para esta jornada com quatro pontos de avanço para a linha de água.

in "http://www.maisfutebol.iol.pt/liga/24-04-2017/moreirense-desp-chaves-0-0-cronica"